Casa dos Segredos Secret Story
Este blog tem mensagens e comentários.



Publicada à(s) 21:45:00 de sábado, 17 de setembro de 2011

0 Secret Story 2 Falta 1 Dia! Casa dos Segredos 2 estreia Amanhã!

Falta 1 Dia! 260 Dias depois de ter terminado a 1ª temporada da Casa dos Segredos! O Secret Story Casa dos Segredos 2 estreia amanhã às 21h35 na TVI! Tal como fizemos na 1ª Casa dos Segredos, esperamos seguir aqui no Blog, a Casa em directo 24 horas por dia e vamos colocar todos os vídeos das Galas, dos Diários da Noite e dos Extras do Secret Story 2. Esta temporada vamos colocar também os Diários da Tarde. Este blog vai continuar a não fazer qualquer tipo de censura! No entanto esta temporada, vamos ter mais atenção aos comentários, e para isso contamos contigo para denunciar qualquer situação menos correcta. Somos um Blog não oficial e por isso vamos publicar todas as situações que sejam do interesse de quem segue a Casa dos Segredos 2! No 1º Secret Story da TVI fomos os primeiros a publicar os vídeos polémicos da "Bronca das Bolas de Ténis", "A Pantufa Cor de Rosa" ou o "Assalto à Casa dos Fantastic 4", e acompanhámos em directo todos os momentos decisivos da Casa! Agora no 2º Secret Story da TVI queremos ainda fazer melhor!  

Falta 1 Dia! Estás preparado para o que aí vem?
Vídeo da Estreia da Casa dos Segredos 1 - Início e Apresentação da Casa do Secret Story:

0 Casa dos Segredos Francesa Dia 71 Escolhem o residente a expulsar

Diário da Casa dos Segredos Francesa - Dia 71
Ontem os concorrentes ficaram a saber que na próxima semana não há nomeações. O residente que tiver a "sorte" de ter a chave certa, vai "ganhar" o direito de escolher o concorrente a ser expulso da Casa. Zelko que já foi nomeado 7 vezes pode ser o alvo certo.

Vídeo e Download do Resumo de 17 de Setembro:
Parte 1

Parte 2


Player alternativo do Dia 71 do Secret Story 5


Download do Diário do Dia xx do Secret Story Francês:
 Multiupload - Megaupload/Rapidshare/...  361 Mb

  • Juliette disse que se ela tiver o envelope de eliminação, a sua escolha será entre Geoffrey, Marie e Aurelie.
  • Sabrina está com medo de ter que escolher um candidato para ser eliminado.
  • Sabrina pensa que se eles quiserem jogar de forma estratégica, que deverão eliminar Zelko uma vez que é o mais perigoso. Aurélie pensa como ela.
  • Marie sente que ela e Geoffrey são claramente o alvo de outros candidatos.
  • Aurélie confessa claramente que ficaria feliz em ter a sorte de ter o cartão.
  • Geoffrey admite no confessionário, se ele tiver a sorte de ter esse poder, irá eliminar Zelko mas não da maneira certa.

0 Pré-seleccionado que já sabe que não vai entrar no Secret Story 2 sente-se gozado

 David Ferreira em entrevista ao Correio da Manhã, revela que  era um dos pré-seleccionados para a Casa dos Segredos 2 e confessa que sentiu-se gozado pela Endemol. O jovem de 21 anos, foi informado terça-feira de que já não ia entrar no Secret Story 2. "Deram-me esperanças. Gastei dinheiro nas viagens. A Endemol gozou comigo". O Relações Públicas ia defender o segredo "Sou Burlão", apresentou provas à produção do seu segredo, processos em tribunal que já conseguiu que fossem arquivados, eram burlas simples de hotéis. David Ferreira, que já tinha filmado o vídeo de apresentação e assinado a cedência de imagem, acha lamentável ter que se deslocar 3/4 vezes a Lisboa, em entrevistas de mais de 1 hora, comprar a roupa (casaco de pele com 3 metros de comprimento), e agora no final saber que não vai entrar no programa da TVI. Vídeo da entrevista de David Ferreira, que conta ainda pormenores dos castings, que eram feitos nas Amoreiras cheios de secretismos e diz que nunca conheceu outros concorrentes:

0 Daniela Pimenta é concorrente do Secret Story Casa dos Segredos 2

Clique para aumentar
O Correio da Manhã de hoje, não tem dúvidas em afirmar que, Daniela Pimenta é uma das concorrentes da Casa dos Segredos 2. A actriz portuguesa de 24 anos, faz animação nas discotecas como MC (canta acompanhada por um DJ), prefere ser seduzida mas gosta de homens discretos, adora futebol, é prima de Ricardo Quaresma e muito amiga de Rúben Amorim, João Pereira, Daviz Luiz, Sidnei.

Daniela Pimenta, que foi a capa da revista Penthouse de Julho de 2011, confessou que ficou nervosa por se despir integralmente para a revista e que demorou mais de 15 minutos até conseguir tirar os calções. A jovem revela também que podia ter chegado longe nas Artes Marciais, já praticou Boxe, Kickboxing e Karaté. Entrevista de Daniela Pimenta na revista Penthouse:
Sedução
"Para mim, a principal arma de sedução é o olhar. Só depois vem o resto, Sou muito observadora e gosto de homens que sejam discretos nesta matéria. Odeio aqueles atrevidos que vão directos ao assunto e metem logo conversa. Prefiro o jogo de olhares e a discrição com que esse jogo é levado a cabo. A sensação de estar a ser seduzida dessa forma é fantástica e eu adoro. Se prefiro seduzir ou ser seduzida? Ser seduzida, claro"

Futebol
"Adoro futebol e tenho muitos amigos jogadores. Aliás, sou prima do Ricardo Quaresma e isso ajudou-me a conhecer pessoas neste meio. Sou muito amiga do Rúben Amorim, do João Pereira, do David Luiz, do Sidnei... Tenho muitos amigos verdadeiros no futebol, que me têm ajudado nos momentos mais difíceis da minha vida. Quanto a clube, sou obviamente do Benfica, o Glorioso! Apesar de ter uma costela do Belenenses!"

Artes Marciais
"Sempre fui uma pessoa muito activa e com vontade de fazer muitas coisas, portanto, o desporto acabou por surgir naturalmente. O "bichinho" das artes marciais foi-me incutido pelo meu pai e eu aproveitei. Pratiquei Boxe, Kickboxing, Karaté... cheguei a fazer muitos combates, mas nada mais que isso. Hoje, tenho amigos campeões nestas modalidades, que dizem que também eu podia ter chegado longe"

Representação
"A representação é uma área que descobri há relativamente pouco tempo e que me tem dado um prazer enorme. Estou com uma peça em cena, onde partilho o palco com Fernando Ferrão e Ricardo Castro. A peça chama-se "Trio Armando e Armandinho", foi escrita pelo Heitor Lourenço e pelo José Gouveia e encenada pelo Almeno Gonçalves. Gostaria de aprofundar os meus conhecimentos nesta área."

MC DAnny
"Faço animação nas discotecas, especificamente como MC. Ou seja, canto acompanhada por um DJ. Já tive a honra de cantar com os melhores do ramo, como Pete The Zouk, David Cruz e Diego Miranda e de actuar para além de Portugal, na Suíça, em Marrocos e em Angola. A música é a minha grande paixão. Comecei aos 4 anos com aulas de canto, e desde então, não tenho parado de seguir o meu sonho".

0 4 Câmaras em directo 24 horas por dia acompanham a Casa dos Segredos 2

Amanhã, depois da Gala de Estreia do Secret Story Casa dos Segredos 2 poderá acompanhar em directo e em exclusivo na Meo tudo o que se passa na casa 24 horas por dia. Conjugando um canal disponível 24h/dia na posição 12 e uma aplicação interactiva, o Meo proporcionará o acompanhamento da actividade da casa através de 4 câmaras em directo. Nesta segunda série, o Meo lança algumas novidades na aplicação interactiva: Uma nova área de destaques na página inicial e o acesso à página do Facebook do Secret Story , com a possibilidade de visualização dos mais recentes posts e comentários.
O Canal 12, Secret Story - Casa dos Segredos 2, está disponível a todos os clientes MEO ADSL, MEO Fibra (com MEOBox) e MEO Satélite. A aplicação Interativa está disponível a todos os clientes MEO ADSL e MEO Fibra (com MEOBox). O Blog da Casa dos Segredos, vai à semelhança do que aconteceu no 1º Secret Story, disponibilizar os links com as ligações à Casa mais vigiada de Portugal.

0 Carrega no Botão da Casa dos Segredos! Mas carrega mesmo!

Este vai ser o som que vai dar mais ânimo à Casa do Secret Story 2, e a partir de amanhã os concorrentes vão começar a carregar no botão para tentar acertar nos segredos. Agora sempre que tiveres saudades desta "música" podes vir aqui ao Blog da Casa dos Segredos carregar no botão dos segredos!

0 Entrevista de Teresa Guilherme "Espero que eles se amem"

Vídeo da entrevista de Teresa Guilherme ao Correio da Manhã. A apresentadora da Casa dos Segredos 2 confessa que já viu os concorrentes em fotos e vídeos e já sabe os seus segredos. Deu a sua opinião sobre os candidatos mas a escolha dos novos residentes foi da TVI e da Endemol. Revela que há concorrentes que gostam de ser o centro das atenções e outros mais discretos, há gente de várias partes do País, com diferente formação, e que é um grupo diversificado. Espera divertir e divertir-se durante o Secret Story 2.

Vídeo e resumo da entrevista de Teresa Guilherme ao Correio da Manhã:


Entusiasmada com este regresso?
Teresa Guilherme: Bastante. Do que já vi, dos concorrentes, tem possibilidades de ser um programa muito divertido e emotivo. E ocupar o meu tempo num programa que pode divertir as pessoas é sempre engraçado.

Conhece os concorrentes?
Teresa Guilherme: Pessoalmente não, mas já os vi em foto e vídeo.

Qual o ingrediente que não lhes pode faltar?
Teresa Guilherme: A vontade de entrarem numa casa e o espírito de desafio e de aventura. Não é bem porem-se à prova, é muito mais pelo quebrar da monotonia. Como irem fazer uma viagem, mas que acaba por ser vista por muita gente. A atitude é de conhecer novas pessoas. Mas a vontade de jogar, no sentido de ir mais além, está em todos.

Conhece os segredos destas pessoas?
Teresa Guilherme: Claro que sei os segredos.

E teve uma palavra a dizer na escolha?
Teresa Guilherme: Vi os castings e dei algumas opiniões, mas a escolha é da TVI e da Endemol. A minha opinião não é decisiva nem deveria ser, até porque um apresentador não se deveria envolver assim tanto, bater-me para alguém entrar e que depois afinal não funciona, ou desiste. O apresentador tem que ser muito independente neste tipo de programa. Posso dar uma opinião, vi os vídeos, mas não vi a escolha final. Até porque isso ainda não existe, há sempre uns quantos a mais. Se ajudei não sei, foi mais uma opinião,e penso que a opinião de alguém que já fez muitos realitys tem um peso diferente. Mas não tem só a ver com escolher este ou aquele, eles têm que combinar, não podem ser todos iguais, nem sem nenhuma afinidade.

A Teresa é conhecida por ser uma casamenteira e encontrar romances entre os concorrentes. Já viu possíveis relações neste grupo?
Teresa Guilherme: Isso vem depois, por uma questão de feeling. Num casting uma pessoa está sob stress, quer agradar e foram essas as imagens que vi. Essa energia só vou ver ao mesmo tempo que as outras pessoas. Espero que sim, que eles se amem, não obrigatoriamente que haja sexo na casa, que as pessoas acham sempre que isso é o mais importante. Mas para mim o mais importante é que se apaixonem.

A primeira edição surpreendeu pelos segredos. Foi difícil encontrar novos segredos para seduzir os portugueses?
Teresa Guilherme: A primeira edição tinha um bom elenco de concorrentes, com segredos muito engraçados e surpreendentes. No entanto, acho que isso não estraga o jogo de maneira nenhuma porque é bom não perder de vista que nós cá fora temos acesso à lista de segredos e aos concorrentes, eles não. Lá dentro, vão ter que seguir a sua intuição. Vão ter algumas pistas, palavras que ao longo da semana vão sendo dadas, mas não sabem que segredo têm que descobrir. Por exemplo, nunca colariam à imagem do António o segredo de ter uma casa de alterne. Eles não têm acesso ao segredo, mesmo quando é revelado pelo programa. Têm que ser quase detectives para conseguir levar o outro a revelar o seu segredo, sem divulgar o próprio. Eu sou uma péssima mentirosa, ia revelar o meu segredo num instantinho.

Sendo uma péssima mentirosa e muito conversadora, tem medo de se descair?
Teresa Guilherme: Tenho medo de duas coisas: lá no fundo tenho a lista de a quem pertence que segredo, mas tenho medo de, apesar de estar lá no fundo, perguntar o que não devo. Disso e, ainda mais, de que se sintam à vontade e no confessionário se descaiam e me digam qual é o seu segredo. Não logo ao princípio, mas há alturas em que vão ter essa vontade, porque nós temos necessidade de confiar e conversar. Aconteceu na edição passada, o que é proibido, pode dar expulsão, mas é superior a eles. É uma pena, mas é humano.

Mas na edição anterior cada concorrente revelava um segredo por semana.
Teresa Guilherme: Sim, mas a pouco e pouco. E este programa, claro que tem a mesma base, mas vai ter imensas surpresas, há alterações não só de concorrentes e segredos. A única regra base que se vai manter, para além das nomeações e expulsões, é rapazes nomearem rapazes e raparigas nomearem raparigas. O que é óptimo, porque o problema do BB era esse, os rapazes uniam-se e só nomeavam raparigas, elas não faziam o mesmo, e nas primeiras semanas só saíram mulheres. Tinha uma trabalheira para pedir às meninas que não se nomeassem.

E o que temos de surpreendente?
Teresa Guilherme: Nada. De divertido, sem dúvida. Sou sincera, ponho-me no papel de quem está a concorrer, a viver aquilo. É pensar o que motiva as pessoas a apaixonarem-se, a zangarem-se. As pessoas podem contar comigo para perguntar tudo o que me passar pela cabeça. Mas isso já fazia.

E a Teresa concorria?
Teresa Guilherme: Era incapaz. Aprecio muito a minha solidão, adoro estar sozinha em casa, viajar sozinha. Dois dias seguidos rodeada de todo o lado não consigo. Mas é por feitio e não por preconceito. Se pudesse ter um quarto só para mim, que fechasse um bocadinho, concorria, mas não de outra maneira. O convívio permanente com outras pessoas é-me insuportável.

Nota alguma diferença no que motiva estes concorrentes daquilo que há dez anos motivou quem entrou no primeiro Big Brother?
Teresa Guilherme: Sempre defendi que as pessoas não concorrem a um reality ou a um talent show pelo dinheiro. É pela oportunidade, para aparecer na televisão, por milhões de coisas. Acho que na essência isso não mudou. No entanto, talvez pela crise em que estamos, estes falam mais nisso do que falavam os outros, mas é a única diferença que lhes encontro. Basicamente, querem entrar para passar um tempo, para ter uma história para contar aos netos. Porque quando uma pessoa se candidata a um programa como este, em que sabe que todas as semanas uma pessoa é expulsa, tanto pode ficar uma semana como todas. E ganhar é algo muito longínquo, tem que passar muita nomeação, muitas expulsões. Claro que entram para ganhar, mas não é uma coisa que falem logo no princípio, e se o fizerem é da boca para fora.

Teremos estratégias de jogo?
Teresa Guilherme: Não acredito em estratégias que durem ao longo do programa. Acho que nesta altura devem estar a elaborar uma, baseado no que conhecem do ano passado e dos outros programas, é fácil informarem-se, mas no minuto em que entrarem na casa, a estratégia muda ou deixa de existir. Porque encontrar tantas pessoas que não se conhece é logo uma descarga de conhecimento, de mudanças. É uma casa nova, dormir num sítio que não é habitual, um horizonte visual completamente diferente, deixam de ter os seus divertimentos, o computador, o telefone, há pouco que possam ler, tudo regras para que não se possam comunicar a não ser pela fala ou gestos, o que se pode ouvir ou ver. Não é por sadismo que não podem levar isso para a casa. Na verdade, vão ter que fazer uma coisa que está muito pouco na moda que é conversar. Vão ter que contar a sua história e ouvir a dos outros.

Vamos ter só concorrentes conversadores? Não há pessoas tímidas neste grupo?
Teresa Guilherme: Também temos ali gente tímida. Há pessoas mais solares, que gostam de ser o centro das atenções, e outras mais discretas. Claro que todos têm a vontade de se expor, mas a realidade é que há uns que logo à partida se vê que têm um centro gravitacional muito à volta de si próprios, tanto rapazes como raparigas. Há para todos os gostos. Aliás, não é só por serem morenos, loiros, rapazes e raparigas que lá estão. Temos gente de várias partes do País, com diferente formação, é um grupo diversificado.

Já conhece a casa?
Teresa Guilherme: Já lá estive, mas agora ainda não fui lá, e deve haver imensas novidades. Também não faço intenção de visitar, se for é só para gravar a promoção à entrada, porque também gosto da surpresa.

E como é o regresso a um programa que mudou não só a televisão portuguesa como também a sua carreira?
Teresa Guilherme: Não mudou a minha carreira. Foi um dos programas mais difíceis de apresentar mas por uma razão extremamente simples: que é a habilidade superior de entrevistar pessoas que não nos vêem. Estão ali, às cegas, só a voz é que dá as entoações necessárias. E fazer uma entrevista a alguém que não nos vê é mais complicado do que um contacto olhos nos olhos com aquilo que o nosso corpo ajuda a a dizer. Eu estou a observa-los, mas eles estão claramente em desvantagem porque não me estão a observar a mim. E depois pelo inesperado, porque eles é que mandam. Preparei o primeiro programa, mas não posso escrever uma vírgula sobre a primeira gala, porque ainda vai decorrer uma semana. E isso é muito divertido porque é muito imprevisível. Este programa é poderoso e mudou a televisão, mas não mudou a minha carreira porque os heróis, nestes ou nos talents shows, são os concorrentes e nunca quem apresenta. Mas há um cunho ali que podemos dar.

Como surgiu o convite?
Teresa Guilherme: "Queres apresentar?" "Sim". Da mesma forma que o outro, há 11 anos. Mas naquela altura nem sabia o que era o programa. Neste caso já tinha havido uma primeira edição. No ano passado, já que este programa é o BB com segredos, achei que seria interessante apresenta-lo. Não foi a escolha da estação na altura, foi agora, maravilha.

Não hesitou?
Teresa Guilherme: Não. Hesito pouco, ou quero fazer as coisas ou não quero.

E porque é que a Teresa quer fazer este programa?
Teresa Guilherme: Porque é divertido. O que me motiva na vida é divertir-me e poder divertir os outros, que é a função de um apresentador.

Chegou a ser contactada para fazer a primeira edição?
Teresa Guilherme: Não. Nunca ninguém me convidou. Vim várias vezes à TVI mas por outro programa que depois não se concretizou. Acho que logo à partida, apesar das polémicas, na cabeça de quem mandava na TVI não houve dúvida nenhuma.

O programa de que fala é o ‘Sem Perdão', que seria para a TVI24. Como ficou, ainda o veremos?
Teresa Guilherme: Não sei, para já é este. Não sou de fazer planos a longo prazo, uma coisa de cada vez. Não sei o que vou fazer depois deste, até pode não ser um regresso, porque isso é quando as pessoas vêm para ficar, e eu venho para fazer este programa e depois logo se vê.

Mas o programa já estava numa fase adiantada?
Teresa Guilherme: Já estava muito adiantado, e depois acharam que era pena ser só no canal de cabo, que podia haver sinergia com um diário e complementarem-se, mas depois não havia dinheiro. Não foi uma desilusão, porque chegou-se à conclusão de que para fazer bem era preciso muito dinheiro e infelizmente hoje estamos numa situação ainda pior.

Mas desistiu da ideia?
Teresa Guilherme: Nunca mais pensei nisso. Honestamente, na altura fiz de tudo para o concretizar mas se tiver que ser, é.

E como ficam os seus outros projectos, uma vez que este vai exigir um acompanhamento diário?
Teresa Guilherme: Posso gravar, não preciso ficar ali todo o dia em frente à tv à espera. Mas nesta altura o que vou fazer é dar aulas, que já dou há dois anos, de apresentação. Está na calha, mas ainda não está assinado, a digressão que não fiz de uma peça de teatro, porque como ía fazer a novela na Globo no Brasil não daria para fazer no Verão. Depois não me deixaram ir e pensei que seria no fim do ano, estava tudo tratado.

Quem é a que a vai acompanhar nesta aventura, agora que o Pedro Granger foi para a RTP?
Teresa Guilherme: Tenho a certeza que se o Pedro tivesse ficado seria muito divertido apresentar o programa com ele. Vou apresentar o programa sozinha, como o formato original, e nos diários teremos a Mónica Jardim, a Leonor Poeiras e a Iva Domingues. Elas não vão estar ao domingo e eu não vou estar durante a semana.

Está preparada para enfrentar uma concorrência de peso?
Teresa Guilherme: Não me preocupa nada esse programa. Já ando nisto já muitos anos e preocupa-me sempre fazer o melhor possível até à loucura da vírgula e do ponto. Preparo, e depois tento fazer o melhor dos melhores dos melhores, e a partir daí não está nas nossas mãos. O que não me perdoaria era que algo não corresse bem porque eu não me preparei bem, sou incapaz de ir impreparada, e nestes programas os concorrentes sentem se nós não olharmos para algo, por menor que seja. Temos que lhes dizer que os acompanhamos.

Estou preocupada com o meu programa. A opinião que posso dar é de espectadora e eu, como gosto muito de música, o programa a que estaria mais ligada seria o da RTP, que nem sei se é ao domingo, mas é por gosto pessoal, ou o do ‘Masterchef', que não seria concorrência para um BB.

E o ‘Peso Pesado', da SIC?
Teresa Guilherme: No programa da SIC, acho que a Bárbara vai trazer uma linha engraçada porque é uma deusa, linda, olhamos para ali e queremos todos fazer dieta e ser lindos como ela, vai ser uma inspiração para os gordinhos. A Bárbara é uma pessoa muito afectiva, vai ter que olhar por aquelas pessoas que se estão a esforçar para estarem mais saudáveis. Mas é uma novidade, uma nota de frescura. Como alguém que trabalha em televisão, acho que o programa vai ser prejudicado, porque este tipo de formato deve ter uma respiração entre um e outro, e estes estão muito colados. Se eu dissesse qual o programa que me preocuparia, se me preocupasse, seria muito mais ‘A Voz de Portugal', que é um óptimo formato.

‘Peso Pesado' ficou a perder ou a ganhar com a mudança de apresentador?
Teresa Guilherme: Acho que uma nova apresentadora tem mais peso, as pessoas vão ter mais curiosidade de ver, não só os gordinhos como também a apresentadora. Mas isso também neste programa. Não tem nada a ver com a Júlia [Pinheiro], até porque o único ponto em comum com a Bárbara é estarmos as duas a substituir a Júlia, e as pessoas gostam de ver e de comparar.

A relação com a Júlia ficou melindrada com as declarações da semana passada?
Teresa Guilherme: Não. nunca fomos amigas por isso não há qualquer relação a preservar. Há uma relação profissional, conhecemos-nos, já trabalhámos juntas, quando nos cruzarmos penso que nos cumprimentaremos na mesma. Achei desagradável, acho a Júlia politicamente correcta, fiquei bastante surpreendida até. Eu não sou nada politicamente correcta, não foi minha intenção, mas responder como respondeu, é muito desagradável para todas as mulheres. Para mim, em particular, estou-me a borrifar, mas uma mulher não pode dizer aquilo da menopausa. Como é que uma mulher, com 46 anos, que apresenta um programa diário para as senhoras e tem sido esse o seu público, o faz? Acho muito desagradável tê-lo feito, qualquer mulher, não é só ela. Nem me parece dela, conheço-a como uma pessoa muito ponderada, que nunca diz o que não deve dizer.

Mas vai ter um sabor especial conseguir melhores audiências do que a Júlia?
Teresa Guilherme: Alguma vez me vou estar a comparar com alguém? Nem pensar! Este programa não são os apresentadores, são os concorrentes. Se puder contribuir com mais algum divertimento, se puder fazer com que brilhem, se for um sucesso, maravilha, mas nunca estive preocupada com outras pessoas na minha vida. Talvez seja narcisista, mas valho o que valho, e as outras pessoas valem o que valem. Era o mesmo que me comparar à Bárbara num programa de dança. É evidente que ira perder, mas isto não é sobre beleza nem sobre estilos, é sobre concorrentes. A comparação não passa pelo meu horizonte. A única coisa é que gostava era de ter tão boas audiências como no passado.

A Teresa diz que não liga nada a audiências. Não se vai preocupar?
Teresa Guilherme: Claro que vai ser uma preocupação, é o mesmo que em teatro dizer que tanto me dá representar para uma sala vazia ou cheia. Mas não faço concessões a isso, faço o que me diverte. Não vou fazer algo porque dá audiências, estava feita, não há programa que resista. Não quer dizer que não esteja preocupada, mas isso não pode estar presente quando estou a fazer o programa.

Os programas-âncora das grelhas são agarrados por apresentadoras mais velhas.
Teresa Guilherme: Isso é em todo o Mundo, porque são apresentadores com mais experiência, que podem perguntar coisas que os mais novos não podem porque são da idade dos concorrentes. Há coisas que nesta idade posso perguntar, porque podiam ser meus filhos. Nem as pessoas em casa me vão levar a mal, nem vão pensar que há ali um interesse que não seja o deles.

‘Sem Perdão' era orientado pelo André Cerqueira, que já não está na direcção da TVI. Isso mudou a sua relação com o canal?
Teresa Guilherme: Não.

Para além da saída do André Cerqueira, esta nova fase da TVI também não tem o José Eduardo Moniz, com quem mantinha uma boa relação. Sentiu que mudou algo?
Teresa Guilherme: A ausência do Zé Eduardo é uma presença, mas a da Manuela [Moura Guedes] também, porque são pessoas que estou habituada a ver nestes corredores. Mas não estou cá de forma permanente para saber o que mudou na forma de funcionar. Aparentemente nada, há pessoas para nos acompanhar em tudo. A TVI sempre teve algo que é curioso: nesta estação, os jornalistas são simpáticos e falam com todos, não há separação entre a redacção e os palhaços, há espírito de grupo e continuo a sentir isso. O Zé Eduardo e o Rangel fizeram a época de ouro nas televisões, porque eram pessoas com uma visão muito engraçada e eficaz. Não sou capaz de dizer qual era melhor, são diferentes na maneira de actuar, mas eram grandes homens de tv, e se hoje estivessem no activo, seriam admirados.

Continua a acreditar que não foi para o Brasil por iniciativa da SIC?
Teresa Guilherme: Tenho a certeza absoluta de que foi assim. Não tenho a certeza que tenha sido o Luís Marques [director-geral da SIC], mas tenho a certeza que foi alguém da SIC.

Ficou magoada?
Teresa Guilherme: Fiquei completamente surpreendida, pensei "o o que é que isto interessa?" Se fosse para ir ser sócia de alguma coisa, mas para ir fazer um papel numa novela da Globo que passa às 7h00 no Brasil e que a SIC até podia não comprar? Fiquei surpreendida, como é que eu sou tão importante? Foi uma desilusão, é verdade que na altura fiquei tristíssima, mas espero que eles agora também fiquem tristíssimos porque se estivesse no Brasil não estaria a apresentar o programa.

Isso beliscou a possibilidade de fazer um programa na SIC?
Teresa Guilherme: Acho absolutamente impossível. Não falo pelo Balsemão, mas acho impossível mesmo que o Luís Marques migre para outra estação. Já nos travámos de razões vezes a mais. Não vou dizer que somos inimigos, mas não é pessoa que me interesse.

Qual é o desejo para domingo?
Teresa Guilherme: Que me divirta tanto a fazer o programa como me diverti a escrevê-lo. Agora estou na fase alegre da bolha, de saber que tenho um grande programa na mão e tenho pena de que não seja já amanhã.

0 Teresa Guilherme "Ninguém está preparado para se tornar vedeta da noite para o dia"

clique para aumentar
Teresa Guilherme faz hoje a Capa da revista Nova Gente. A apresentadora do Secret Story Casa dos Segredos 2 espera ser surpreendida e mantém as convicções: "Ninguém está preparado para se tornar vedeta da noite para o dia." e que os concorrentes "Não têm noção das consequências". Em entrevista à revista, Teresa Guilherme diz que a Casa dos Segredos é um Big Brother mais evoluído, adverte que normalmente, a fama destes concorrentes, seja de reality ou talent shows, não significa o início de uma carreira, e confessa que odeia cenas de violência, já as cenas de sexo são lhe indiferentes, mas gostava que se apaixonassem.

Parte da entrevista de Teresa Guilherme à revista Nova Gente:
O que mudou em 11 anos de reality shows?
Teresa Guilherme: Na verdade, a Casa dos Segredos é o Big Brother. O que mudou foi o que se foi fazendo, acrescentando ou mudando regras, houve sempre uma evolução dentro do jogo.

Em 2000, disse sobre o Big Brother: “Eles não têm noção das consequências da exposição a que vão estar submetidos. Ninguém está preparado para se tornar numa vedeta do dia para a noite.” Ainda pensa assim?
Teresa Guilherme: Continuo a dizer exatamente a mesma coisa, eles não têm noção das consequências. Agora há outra perspetiva da que havia nessa altura, que os miúdos não sabiam que iam ficar famosos. Alguns pensam que o facto de se mostrarem na televisão lhes vai abrir portas: uns querem ser atores, outros cantores, etc.. E até pode ser que isso aconteça. Mas, normalmente, a fama destes concorrentes, seja de reality ou talent shows, não significa o início de uma carreira.

O que gostaria mais de ver acontecer no programa: um romance ou uma cena de violência?
Teresa Guilherme: Odeio cenas de violência e tive dos maiores desgostos quando aconteceu o pontapé do Marco contra a Sónia. Ninguém está livre de perder a cabeça lá dentro. Irritarmo-nos é normal, levantar a mão e agredir já é irracional. Espero que não aconteça, prefiro que se apaixonem. Terem sexo é-me indiferente, mas apaixonarem-se... isso já gostava.

0 11ª Gala do Secret Story 5 francês - Geof expulso na Gala das perguntas

Geof expulso na 11ª Gala
Casa dos Segredos 11ª Gala do Secret Story 5
16 de Setembro - Geog é expulso
A 11ª Gala do Secret Story francês é marcada pelas perguntas do público aos candidatos. Como já se esperava, Geof foi expulso da Casa francesa, o concorrente que foi nomeado pela Voz por ter sido o responsável pela revelação do segredo dos casais, tinha a tarefa difícil de vencer Zelko, um dos residentes mais populares neste momento. Para a semana não há nomeações, quem tiver a sorte do seu lado, vai ganhar o direito de expulsar da Casa um dos residentes à sua escolha. Resumo, vídeos e download da 11ª Gala:
Resumo da 11ª Gala da Casa dos Segredos Francesa Secret Story 5

  • Zelko e Geof foram ambos nomeados pela Voz. Geof por ter contado a Zelko que Marie e Geoffrey eram um casal, e Zelko por ter carregado no botão dos segredos por ter obtido essa informação.
  • Nesta Gala, o público tem a possibilidade de fazer perguntas aos candidatos.
  • Primeira pergunta da plateia! Para Marie, "Você não acha que foi longe demais nas mentiras para defender o seu segredo."
  • Geof, Aurelie, Marie e Geoffrey estão no confessionário. Os dois casais que trocaram de parceiros para proteger os seus segredos, vêem imagens que nunca viram .. Geof não queria, mas depois de duas semanas jogando para proteger a sua imagem acabou revelando o segredo dos casais a Zelko
  • O público faz perguntas. "Aurelie, Marie e Geoffrey,  sentem-se traídos por Geof ?". Geoffrey acredita que todos eles foram traídos.
  • "A guerra dos três" entre Aurélia e Geof (que entraram no jogo como um casal) e Rudy (que seduziu Aurélie). Pela primeira vez, Rudy explica-se a Geof. Eles encontram-se na Sala Privada. 
  • Todos os residentes expulsos deixam mensagens para os casais. Parabéns de Morgane, Simon e Rudy. Morgane acha que Marie e Aurelie jogaram muito bem.
  • Marie e Geoffrey tiveram uma semana complicada. "Eu amo-te, eu já não amo...". Eles encontram-se no confessionário. Eles vêem  imagens que mostram uma Marie mais apaixonada do que nunca. Tudo fica resolvido entre eles. O público aplaude!
  • Zelko foi nomeado pela sétima vez. "Zelko: o Herói negro".. Está no confessionário para responder a algumas perguntas do público.
  • A Voz faz um anúncio importante. Na próxima semana não vai haver nomeações. Há seis chaves com códigos, cada candidato recebe uma chave. Os nomeados Zelko e Geof  distribuem as chaves. Aquele que tiver a chave para o envelope certo, vai ganhar o direito de expulsar o residente à sua escolha.
  • Zelko e Geof despedem-se dos colegas. Não é uma surpresa, Geof é expulso. Zelko regressa a  Casa (58,4% Zelko, 41,6% Geof).

Download da 8ª Gala do Secret Story 5 Francês - Multiupload
 Parte 1   -  Parte 2   -  Parte 3  -  Final  -  Depois da Gala 

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Depois da Gala - Parte 1

Depois da Gala - Parte 2



Player alternativo Da 11ªGala do Secret Story 5
Parte 1

Parte 2

Parte 3

Final da Gala do Secret Story 5

Depois da Gala

0 Ex-concorrentes falam dos últimos momentos de liberdade antes de entrarem na Casa dos Segredos

A revista Ana desta semana falou com alguns concorrentes da primeira temporada do Secret Story sobre os últimos momentos de liberdade antes de entrarem na Casa mais vigiada de Portugal.

Hugo Felgueiras dormiu no Hotel America Diamonds, Jade Laura dormiu no Hotel Jorge V e Vasco Oliveira dormiu no Turim Iberia Hotel. Todos tiveram um sombra junto deles, mas todos têm uma experiência diferente para contar:

Hugo Felgueiras que dormiu no Hotel America Diamonds contou a sua experiência "Fui para o hotel, onde era obrigado a andar com o meu sombra, que verificava se falávamos ao telemóvel. Durante esses dias, só podíamos sair à noite, mas sempre acompanhados. Nunca podíamos afastarmos-nos para não nos cruzarmos com os outros concorrentes, que podiam estar nos hotéis mais próximos. Mesmo que pretendesse ir jantar fora, tinha de pedir autorização à produção e sempre com o sombra ao lado, que me vigiava 24 horas. Um dia antes de entrar, fui preparado a nível de vestuário; no próprio dia, maquilharam-me e depois fui num carro alugado para a Venda do Pinheiro. Podia falar com a família, mas sempre à frente do guia. Os momentos antes de entrar são um pouco complicados, estava horas fechado sem fazer nada. Jogava às cartas ou via televisão… Foram dias muito cansativos"

Jade Laura Carpinteiro, que pernoitou no Hotel Jorge V, contou "Quatro dias antes de entrar, chamaram-me para fazer as malas. Andei sempre acompanhada pelo sombra, que tinha um pequeno cachet para pagar a comida, ou se quisesse ir a um salão de beleza, para tratar das unhas ou ir ao cabeleireiro. Podia sair do hotel, mas sempre com autorização da produção do programa, para não me encontrar com outro concorrente. Uma vez, queria ir à Pizza Hut e fui com o meu sombra, mas depois recebi uma mensagem da produção para sair imediatamente, pois estava um outro concorrente lá perto. Fui autorizada a fazer algumas chamadas, mas não podia dizer para onde ia. No último dia, antes de entrar, encontrámos-nos todos numas bombas de gasolina antes de chegar à Venda do Pinheiro e, aí, a Endemol teve uma conversa connosco e pediram-me para não falar francês com a Daniela na Casa".

Vasco Oliveira, que ficou hospedado no Turim Iberia Hotel, conseguiu trocar as voltas ao seu sombra "Tudo isto começa quatro dias antes da estreia. Estive fechado num hotel em Lisboa. Apenas podia sair para almoçar, jantar e, claro, sempre acompanhado pelo meu sombra. Houve uma certa tensão entre nós logo no primeiro dia, pois ele tinha asma e não podia ficar próximo do fumo dos cigarros. Eu não sabia disso e começo a fumar. Entretanto, ele tenta-me explicar que não podia fumar perto dele e teve um ataque de asma! Basicamente, limitava-me a ouvir música para relaxar a mente, pois tudo isto é uma contagem decrescente e a cada dia que passa, a tensão aumenta. Em desespero, mandei vir uma amiga ter comigo ao hotel, disse ao sombra para ir à recepção, que estava lá a Endemol, para que ele saísse do quarto. Ela entrou e trancámos a porta. Liguei os chuveiros para ele pensar que estava no banho. O sombra foi a minha única companhia, levou-me aos estúdios e com ele esperei dentro do carro duas horas para entrar."

Arquivo Blogue Azul

Arquivo Blog Azul da Casa dos Segredos

Clique nas setas (em vez das datas) para abrir listagem de mensagens por meses e dias