Helena Isabel diz que quase todas as mulheres já fizeram um aborto "Quem nunca fez um?" (vídeo)

Dia 53 Casa dos Segredos 6: Helena Isabel, que segundo a sua mãe fez um aborto (depois do namorado a ter posto na rua, e até porque não queriam nada da outra família que teria posses - vídeo aqui), afirma que quase todas as mulheres já fizeram um aborto: "Hoje em dia, quem nunca fez um aborto?" Será que a Helena, que não conseguiu esconder a sua flatulência enquanto comia, não sabe que hoje em dia existem outros métodos contraceptivos?


Numa altura em que tentavam descobrir o segredo da Carla, a açoriana confessou que fazia Bullying a uma colega na escola, foi suspensa e quase ia matando um colega.



Download Openload (aqui) - Download Uptobox (aqui) - Vídeo alternativo:

Comente nesta mensagem se o vídeo não estiver disponível. Obrigado!

Comentários

  1. Estes concorrentes fazem-me pensar que o aborto não é assim tão ruim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 11:29 A Helena nao disse nenhuma mentita. Se na altura em que o aborto era proibido e havia milhares de mulheres a fazerem abortos clandestinos,depois de legalizarem os abortos duplicaram. Vão se informar junto aos hospitais e clinicas e ficam a saber quantas mulheres dão entrada diariamente para fazerem interrupção da gravidez.
      Blog,ha muitos mais métodos contraceptivos mas não é por isso que deixou de haver interrupções voluntárias da gravidez. Quando legalização a interrupção houve um enorme aumento de abortos no país.
      As noticias passaram em todos meios de comunicação e informação do nosso país. Acompanhem mais vezes o telejornal ao invés de ficarem agarrados as PlayStation ou aos secret story.
      Se as pessoas não tao informadas não é por falta de informação.
      Querem acusar a Helena de falar mal dos outros mas como não conseguem,criticam-na por dizer a verdade.

      Eliminar
    2. Só a "santa" christina é que nunca fez nada de mal!

      Eliminar
    3. 15:14 E o Espanhol!

      Eliminar
    4. É certo que muitas mulheres por uma razão ou outra já acudiram ao aborto, mas abortar simplesmente porque uma relação não deu certo e porque não desejamos ter ligação com o família do ex digamos que é um acto de egoísmo , e um pouco bárbaro!

      Eliminar
  2. Agora não adianta mais discutir aborto. Quem inventou este programa já nasceu mesmo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amei este comentário!

      Eliminar
    2. Lololol
      Aplausos!

      Mas eu diria antes, quem fez os Castings para este SS6!
      Porque o Programa, na sua versão Francesa, é excelente!
      Cativa pela qualidade dos concorrentes, pela forma como a Voz lhes dá Missões interessantes e como tudo gira à volta dos Segredos.

      Aqui, é o que se vê... quando não é para acasalarem, metem lá dois mal formados, invejosos, rancorosos, maléficos e vingativos (Carla e Cláudio A) e esperam que isso dê "audiências".

      Pior ainda... dão-lhes de "mão beijada" passaportes para a Final!

      A Endemol Portugal promove a delinquência!!

      Eliminar
  3. A TVI tinha que aprender com os reality's lá do Brasil que nunca, mas nunca, interrompem o 24 horas. É 24 horas ao vivo directo!!!

    ResponderEliminar
  4. Blog, menos... Toda a gente tem obrigação de saber que existem muitos métodos anti-concepcionais. Não é por isso que o aborto não exista. Isto não é assunto para jogo de palavras, blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que barbaridade! Desde quando o aborto é um método contraceptivo! Aborto é assassinato sem ter nascido. Aborto é matar o filho dentro do ventre materno. Aborto é barbárie. Aborto é o declínio do respeito pelo ser humano.

      Eliminar
    2. 13:54h o tema merece mais respeito.
      Condenar uma criança à nascença também é bárbaro, aliás, até me parece mais bárbaro.
      Matar para não sofrer ou deixar sofrer para ser morto, eis a questão.
      É como a eutanásia, apenas estádios de vida distintos.

      Eliminar
    3. Para mim condenar uma criança a nascer , é uma mulher ter sido vítima de violação e ficar grávida, é uma criança de 12 anos ter ficado grávida e não tem apoio e ajuda de ninguém, é termos já uns quantos filhos a passar fome e ficar de novo grávida isso é condenar uma criança a nascer . . . Agora uma mulher feita e direita, com os seus estudos encaminhados, que gaba-se da sua inteligência e maturidade que abortar simplesmente porque o namorado pós -lhe na rua e não quer nada com a família dele para mim isso é claramente um acto de egoísmo e talvez mesmo de vingança para com ex namorado !

      Eliminar
  5. citado em cima:

    "Carla, a açoriana confessou que fazia Bullying a uma colega na escola, foi suspensa e quase ia matando um colega."

    Isto mostra a sua personalidade, que já vem detrás e não é só de agora.
    Quem nasce torto, nunca se endireita, quer dizer que a maldade já vem de longe.
    Apaixonada como está pela Helena e a raiva que está a ter, não sei o que possa acontecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 12:01 O bulling tem menos importância do que a realidade que se passa no nosso país.
      O aborto continua a existir infelismente e não é por haver mais ou menos métodos contraceptivos que deixa de haver abortos. O que me deixa boquiaberta é a falta de informação do/a ainistradorw deste blog e destes jovens que vêm aqui comentar.
      A interrupção voluntária da gravidez continua a existir e cada cada vez mais existe.
      Informação é o que ha demais,mas ha pessoas que preferem viver ma ignorância do que se manterem informados.
      A pouco tempo acompanhei uma familiar que tem uma gravidez de risco a uma consulta ginecológica a um hospital publico da minha zona de residência e vi uma adolescente que não tinha mais de 15 anos que lá estava para interromper uma gravidez. A jovem tava acompanhada pela mãe que chorava por tar naquels situação. Commentei isso com a médica e a dtra me respondeu que infelizmente Continua haver cada vez mais interrupções de gravidez apesar dos meios contraceptivo que existem.
      Basta nos lembrarmos da Andréia Silva por exemplo,entrou no love on top e fez sexo sem proteção com o Marvão, correndo o risco de engravidar ou ate apanhar uma doença sexualmente transmissível.E se tivesse engravidado quem me garante que não tinha interrompido a gravidez?? Falando sobre programas,quantas concorrentes já passaram pelos reality shows portugueses e admitiram ter feito aborto? Isto sem falar nas concorrentes que omitem esse facto. O problema existe sim e a Helena não mencionou nenhuma mentira. Quantas Andreias Silva existem no nosso país? Quantas ex concorrentes já engravidaram na casa e pouco depois de terem saido? Quantas já abortaram?
      Querem que eu mencione nomes de concorrentes que já abortaram? Só no love on top pelo menos 3 admitiram já ter feito um aborto. E nos SS quantas admitiram? No anônimato existem milhares de mulheres já o fizeram,fazem e vão continuar a fazer abortos.
      Porque a Helena é criticada por dizer a verdade?
      Outro dia foi criticada por dizer que os portugueses têm ainda a mentalidade fechada sobre a homossexualidade,agora é criticada por dizer que "Quase" todas as mulheres já fizeram aborto. Onde esta a mentira? Mentiu que? Porque não admitem que é verdade se outras concorrentes também admitiram que é verdade? É mais fácil não admitirem? Tristeza

      Eliminar
    2. 14:03 não diga disparates!

      Quem recorre à Interrupção Voluntária da Gravidez tem sempre, sempre um motivo forte (para além de violações ou gravidezes aos 12 anos...). No caso da Helena, esse motivo forte foi o facto de se antever com um filho nos braços, sem Pai para o criar.

      Por outro lado, quem pratica Bullying revela ser criminoso, mau carácter e ter comportamentos desviantes. Parece-me perfeitamente adequado à Carla, que também o fez dentro da CS6.

      Não misture "alhos com bugalhos", ou informe-se melhor!

      Eliminar
  6. Lénita tá a precisar das patas do Póvoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva as plásticas!
      Viva as mulheres de borracha?
      Viva o bisturi!
      Viva a falsidade!
      Continuem a encher os bolsos aos cirurgiões!
      Chamam-vos um figo, cambada de otárias.

      Eliminar
    2. O Dr Póvoas é um médico que trata de emagrecimentos,n e não um cirurgião plástico, caso (como pelos vistos é o caso) não saiba, Anon das 19:47!

      Eliminar
  7. A Tucha e a Carla podiam ser usadas pela KGB como tortura sonora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que dupla para berrar...os prisioneiros confessavam logo a informação.

      Eliminar
    2. LOOOOL muito bom!!

      Eliminar
  8. Finalmente chegamos a um ponto, que avançamos para o ABISMO!

    Quando há uns tempos, alguém diz que Portugal enferma da chamada Geração Rasca e da Geração Nem Nem, a “revolta” instituiu-se, mas ficamos todos por aí principalmente quem tem capacidade para reverter esta problemática.

    E este programa é o espelho disso mesmo a vários níveis.

    Quando existem relatos indesmentíveis, que um filho, exige de um pai ou mãe 40 euros para sair à noite, mesmo sabendo que o pai/mãe passam momentaneamente por dificuldades sócio-económicas, das quais os filhos possuem conhecimento e que não tem capacidades para tal e mesmo assim continuam a exigir, fazendo chantagem, tanto fica mal no registo o educador bem como o educando.

    Quando assistimos a relatos indesmentíveis, que desde tenra idade, um filho foi alvo de chacota em ambiente escolar, por implicitamente dar a entender (verdade ou não) que hipoteticamente tinha em si mesmo um comportamento sexual diferente dos restantes e sofreu bulling continuado até ao 12º ano, e assistiram com passividade a estes fatos, sem tomarem medidas pro-ativas, não se podem queixar, que mais tarde e já na idade adulta, os recalcamentos possam vir a serem manifestados da pior forma.
    Caricato, ver o filho a fazer bulling neste programa e nem pensar no que lhe fizeram em tempos (alias o próprio auto se ignora nesse fato), não ter uma palavra de reprova destes comportamentos para o filho, é no mínimo lamentável!
    Ao mesmo tempo, todos vemos e ouvimos que o filho falou da Amor para a Cris dizendo, “achas que me vou envolver com aquele macho”, simplesmente mostra que o lado gay, dele próprio, se encontra camuflado, por medo de se assumir como tal, sendo a namorada a sua capa, para demonstrar que é heterossexual. No mínimo para mim, o Cláudio é bissexual disfarçado.

    Aliás é bastante curiosa a afirmação da mãe, quando diz sem que ninguém lhe pergunte, que ela mesma foi ou ainda é, rotulada de lésbica, mas que não é! Dizendo mais, será que tal se deve ao seu corte de cabelo!!

    Quando vimos a saber, por uma mãe, que o pai dos seus filhos, exerceu maus tratos no seio da célula familiar, quer aos filhos, à mulher, bem como a outros membros da família, e isso teve e muito em bem como consequência o afastamento do agressor, e que veio a deixar marcas profundas irreparáveis a nível psicológico e que por isso algumas atitudes menos corretas dos filhos podem ser desculpadas, é lamentável esta postura de alguém que conhece minimamente e tem experiência de vida, dar esse retrato dos filhos.
    Sofrimento, relato de sofrimento na primeira pessoa, consequente repulsa à posteriori e vir dar depois desculpa, que um dos filhos é assim, porque SIM, mas reprova ao mesmo tempo esses comportamentos, é no mínimo inqualificável.

    Quando vimos relatos de uma mãe, afirmar taxativamente, que o filho tem comportamentos agressivos para com a namorada, com alguma frequência, e somente tem uma conversa com ele e depois tudo volta à normalidade, voltando dias mais tarde ao mesmo, não é de admirar que seja possível, que tais comportamentos sejam vistos em televisão.

    Quando assistimos a uma mãe afirmar que comportamentos mais desviantes dos cânones do saber conviver de forma sã em sociedade, se devem a que o filho, se ache no direito de ser ter essas atitudes pelo sentimento de proteção e por até a um determinado nível se achar com capacidades patriarcais, é no mínimo alimentar o veneno que provou em tempos do marido e não gostou e por isso teve repulsa e se sentiu ferida.

    Quando por isso mesmo, essa mesma mãe, diz perentoriamente que tem vindo a falar com a “nora”, sobre isso mesmo, e que não gosta de ver esses comportamentos dentro de portas, e que a nora, deve, abandonar o seu filho e seguir a sua vida de outra forma, mas ao mesmo tempo, diz que ela gosta muito dele e que nada pode fazer, no mínimo é pactuar com a situação.

    E muito mais haveria para dizer de pernicioso, sobre o Cláudio e não só!

    E ainda o que vemos, NÃO é NADA, mais e muito pior vai acontecer neste programa, INFELIZMENTE.

    Zé Parvo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que tem haver, Helena Isabel diz que quase todas as mulheres já fizeram um aborto "Quem nunca fez um?"

      Eliminar
    2. Menos, por favor, menos.
      Quem tem paciência e tempo para ler isto tudo?
      Conte as palavras.
      É mais eficaz se não escrever tanto.
      Ao fim da 4ª linha, a gente desiste.

      Eliminar
    3. Haja tempo e paciência, Zé(ro).

      Eliminar
    4. Você não é nada parvo

      Eliminar
    5. 12:15,Hó Zé parvo,não diria melhor.
      A borrice e o apoio à violência e bulling é tanta que chegam ao cúmulo de dar mais importância a um problema que é legal no posso país. Eu sou a favor da interrupção voluntária da gravidez. Se existem cada vez mais abortos é porque os pais não transmitem informação suficiente aos seus filhos e a culpa não é de quem diz que existe sim cada vez mais abortos.
      O bulling é um crime público, diariamente assistimos a vários debates e lutas para combater o bulling.
      A violência doméstica é crime público,todos os dias assistimos ao apelidos contra a violência doméstica. Ha quem mate diariamente mulheres por ciúmes doentios ou porque lhes apetece agredir ate matar.
      E o que alguns fazem?? Preferem fechar os olhos ao crime e debater o que é legal e todas as mulheres são livres de fazer as suas próprias escolhas e opções.
      Ninguém é dono de ninguém, todos somos livres, ate uma criança é e deve ser livre,apenas tem de ser orientada para e preparada para fazer o bem e para o futuro.
      Na casa dos segredos assistimos diariamente e ate varias vezes ao dia bulling e violência doméstica mas ao invés de debaterem esse crime tão grave,preferem criticar e debater as legalidades do nosso país. A casa dos segredos ensina o que aos nossos jovens e agressores?
      Ensinam a praticar Billying,ensinam a praticar violencia doméstica e enquanto isso acontece,vamos vendo outros a debaterem e a criminalizarem as legalidades e faltas de informação. A homossexualidade é um assunto que deve ser debatido positivamente e não negativamente porque a homossexualidade é uma opção,não uma doença mas muitos portugueses falam como se tratasse de uma doença.
      O direito à interrupção voluntária da gravidez é um direito das mulheres,embora haja muitos métodos contraceptivos,se não se cuidarem,não se protegerem ou se acontecer acidentalmente e acharem que não tao preparadas para criar um filho,porque raio não podem recorrer aos meios legais?
      É preferível terem-nos e depois abandonem,tratarem mal,ou entregarem a uma instituição?
      É muito difícil a adoção no nosso país,preferem ver uma criança crescer sem família, triste numa instituição do que melhorarem os meios para a adoção.Para uma mulher ou homem solteiro, é quase impossível ou impossível adotar uma criança por viver sozinho/a. Um homosexual não consegue adotar uma criança. Ha milhares de crianças em todo o mundo que passam fome,envolvem-se no crime na droga e anda ha quem venha para aqui criticar uma mulher por optar recorrer a interrupção voluntária da gravidez. Preferem apelar e apoiar quem comete crimes tão graves como como a violência doméstica e bullying.
      Um psicopata assiste ao programa e vai pensar o que? Se vejo violência na TV e ninguém e penalizado também posso praticar em casa com minha mulher.
      Uma criança assiste bullying e não vê ninguém ser castigado,chega à escola e faz o mesmo. Isto são apenas exemplos.
      Debatem contra o crime e não contra os direitos e opções humanas. O crime não é um direito,et um crime e quem o pratica deve ser por obrigação legal severamente castigado e punido por lei. A lei existe é tem obrigação de ser aplicada a todos os que cometem qualquer tipo de crime.
      Vejo uma Carla se gabar cheia de orgulho que desde pequena pratica bullying,vai para um programa e continua a praticar bullying e muitos ainda aplaudem ao invés serem contra.ha pessoas que não têm a menor noção o quanto um adulto ou criança sofre por ser vítima de bullying ou violência doméstica.
      Cambada de psicopatas,quem apóia é muito pior do quem pratica

      Eliminar
  9. eee sem tatoagens...lá se foi a carreira de viajar à pala.

    ResponderEliminar
  10. Ok. Já não tem graça. A Sério!
    Como é possível que, após tantas campanhas contra o bulling, assistamos ao discurso de uma concorrente a declarar-se bully, na maior ... das impunidades.
    As campanhas não estão a resultar. Lamentável.
    Eu trabalho com jovens.
    Assisti ao extremo sofrimento de crianças e adolescentes vítimas de bulling. É horrível!
    Ou ela não sabe do que está a falar e é uma irresponsável total (será que ainda merece o benefício da dúvida? Duvido) ou é uma pessoa que precisa de ser tratada (para além da sua infeliz doença).
    Açores, não há campanhas contra o CRIME do bulling?
    Não acredito que não haja.
    Que esta concorrente sirva de exemplo do não se deve ser nem fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que a Endemol se chegue à frente, no seu papel de Produtora deste Programa e seja a primeira a condenar esses actos grotescos e malvados, em lugar de ainda os promover e dar "passaportes" a trastes como Carla e Cláudio A!!

      Eliminar
  11. Pelo que percebi pela entrevista da mãe da Helena ela tencionava ter o filho, mas devido ao "infeliz" do seu ex e da família dele ela foi obrigada a o fazer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim! Não me pareceu. Pareceu-me ser o resultado do processo que sofreu de violação...

      Eliminar
    2. Haha. Ela nunca foi violada. Tentaram viola-la que é bem diferente.
      Ela fez um aborto do ex. Ele quando soube que ela tinha engravidado sem o seu consentimento meteu-a na Rua. É ela como a única coisa que queria era o dinheiro dele, fez o aborto.
      Porque não o teve sozinha, há muita mãe solteira.

      Eliminar
  12. Este mundo está perdido...apesar de não ser favorável ao aborto, vendo tantos métodos anticoncepcionais que existem à venda. Reconheço que certas ocasiões infelizmente é uma possibilidade a fazer, como violações, falta de uma família estruturada. Agora o que me assusta, é que esta malta usa quase o aborto como método anticoncepcional...no fundo é um ser vivo que estamos a falar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É conjunto de células e ponto final.

      Eliminar
    2. 16.30 tb tu és um conjunto de células e andas aqui porque, a tua mãe não te abortou quando eras o mesmo conjunto de células dentro di ventre dela. Agora pensa!

      Eliminar
  13. parem de dar dinheiro a Endemol, nao votem em ninguem, mas em ninguem, eles estao a roubar uns e outros, a ver se eles nao ficam finos rapidinho.

    ResponderEliminar
  14. A Helena lembra aquela malta que se acha muito rica e inteligente, e depois são uns porcos em maneiras. Dar umas bufas à mesa, e andar a coçar-se como faz...mas na cabeça dos fanáticos dela isso é tudo desculpável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás lá pra cheirar e pra ver se é verdade?

      Eliminar
    2. Ano. das 15.40 não estamos nós mas estão os colegas... e atenção! não sou o ano. das 13.34. Mais, já que falam de aborto era bom falar-se tb de violação já que ao que parece a Helena tb sofreu... E, já agora, tb não é de admirar se pensarmos nas conversas que teve inicialmente com o CA onde dizia que passava os dedos para ver o tamanho do "material bélico dos damos"... enfim...

      Eliminar
  15. O aborto "gratuito" foi uma péssima ideia dos bloquistas. Eles pensam que quem faz o aborto na sua grande maioria são pessoa formadas e educadas que tiveram um "deslize" momentâneo. Mas enganaram-se redondamente...há malta que faz inúmeros abortos, pois não recorrem a métodos contraceptivos...muitas vezes porque não querem. Estamos a falar de ser vivos!

    ResponderEliminar
  16. A Helena não é a única com flatulência, no quarto até fazem campeonatos de "gases"............contudo se só a Helena merece essa deferência por parte do Blog, até nisso ela é GRANDE!!!!!! ahahah força.

    ResponderEliminar
  17. Eu concordo com o aborto quando a gravidez é fruto de uma violação, por exemplo. Agora pessoas que simplesmente não usam preservativo porque não lhes apetece e a seguir andam abortar, aí é só irresponsabilidade. Agora numa violação, a meu ver, já é diferente. Mas cada um tem direito à sua opinião!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai sim? E qual é a culpa do bebé não ter o direito de nascer? O crime foi cometido orlo pai não pelo filho. Ou agora os filhos têm de pagar pelos erros dos pais!

      Eliminar
    2. Como eu disse: cada um tem a sua opinião. Não é obrigada/obrigado a aceitar, mas pode respeitar. Da mesma forma que eu respeito quem não concorda com o aborto independentemente do motivo.
      Uma violação por si só deixa danos numa pessoa, muitas como deve imaginar não superam o trauma, por isso caso engravidem devido à violação, concordo sim que abortem, porque nem todas as pessoas têm a capacidade de amar um filho que é fruto de uma atrocidade. É uma vida sim! Mas é preferível abortar do que ter o filho e a seguir esfaquea-lo ou asfixia-lo ou deita-lo a um contentor do lixo. E se for uma pessoa minimamente atenta às notícias, sabe que não faltam casos desses. Tem direito à sua opinião, como já disse, esforce-se para respeitar a dos outros mesmo que não vá de encontro à sua!

      Eliminar
    3. Anónimo das 18h20, pela sua lógica incrível um pai que abuse sexualmente de uma filha e a mesma engravide, então a vítima deve ter o filho. Pense bem! Se fosse violada e engravidasse, fazia o que bem entendesse, assim como os outros podem fazer o que acharem melhor para eles.

      Eliminar
  18. Na casa dos segredos, quando há sexo, eles próprios dizem que não usam preservativos.Ora,a probabilídade de engravidar é alta.Portanto muitas o fizeram concerteza. >Mas como foi a Helena que disse,ai Jesus que tragédia.

    ResponderEliminar
  19. Os números oficiais sobre a IVG em Portugal demonstram que a prática tem sido decrescente desde 2012, mesmo para as mulheres com menos de 20 anos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário


Aviso: Não serão aprovados comentários que não respeitem o aviso do Blog (ver aqui).
Devido a não nos ser possível verificar todos os comentários da melhor forma, agradecemos que comente quando verificar qualquer tipo de abuso. Não serão aprovados comentários só com Smiles.


:) :( ;) :D ;;-) :-/ :x
:P :-* =(( :-O X( :7
B-) :-S #:-S 7:) :(( :))
:| /:) =)) O:-) :-B =;
:-c :)] ~X( :-h
:-t 8-7 I-) 8-| L-)
:-a :-$ [-( :O) 8-} :-?
2:-P (:| =P~ #-o =D7
:-SS @-) :^o :-w 7:P 2):) X_X :!! \m/ :-q
:-bd ^#(^ :ar! [-X $-)
:-" %-( :-p P-)